quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Participantes do Road Show defendem infraestrutura turística baiana



Participantes do Road Show Defendem Infraestrutura Turística Baiana.


Para secretários, Salvador está preparada para receber os turistas da Copa de 2014


“Uma bela vitrine ou uma frágil vidraça?” com esta pergunta os participantes do Road Show Salvador, evento realizado na tarde de ontem (20) pelo Portal 2014 e o Sindicato da Arquitetura e Engenharia (Sinaenco), fizeram um diagnóstico da infraestrutura turística da capital baiana.  
Para o secretário estadual da Copa, Ney Campello, o estado está se preparando para ser uma das principais vitrines do Brasil. Concorda com Campello o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Cláudio Tinoco, ao evidenciar o potencial turístico da capital baiana. “Temos todos os tipos de acesso. O turista pode entrar em nossa cidade pelo porto, aeroporto ou por terra”.
Segundo ele, a Copa no Brasil vai permitir o desenvolvimento do turismo de proximidade. “Os motivos que podem afastar os turistas, como a criminalidade e o idioma, devem ser trabalhados. Somos a quarta cidade-sede mais conhecida internacionalmente”, afirma.
Tinoco ressaltou o perfil do turista que virá para a Copa de 2014, com base em estudos realizados na Copa da África do Sul, ano passado. “Na África do Sul, 46% dos turistas eram europeus e 41% representavam a América. Quase a metade dos visitantes era formada por jovens entre 25 e 34 anos que permaneceram, em média, 17 dias no país.”
Para o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Hotéis (Abih-BA), José Manoel Cambeses, a mobilidade urbana é o aspecto que mais preocupa o setor. “Sentimos que o turista não consegue circular na cidade. Com isso, a taxa de permanência vem caindo. Outro fator é a questão de cerca de três mil moradores de rua que assediam os visitantes. A cidade perde em tributos porque os turistas deixam de vir.”
Cambese prevê um crescimento de 79% no número de visitantes na época da Copa e a criação de mais 11 mil leitos em hotéis na capital e região metropolitana, mas insiste na questão da mobilidade. “Sabemos que a arena e a ampliação do aeroporto vão sair, mas nos preocupamos com a mobilidade e ainda tem a situação da segurança pública.”
O turismo pós-Copa também integra a lista de preocupações da Abih. “Hoje temos média de 60% de ocupação, mas depois do evento, com o número de hotéis que tendem a se instalar, a taxa deve cair para 25%. Precisamos repensar o turismo a fim de evitar a canibalização dos preços. Atualmente já temos muitos leitos para poucos turistas”, admite.
Para o consultor do Sinaenco, Jorge Hori, um dos pontos-chave que vai garantir o retorno e a atração de visitantes após a Copa é o investimento no público-alvo correto. “Seremos vistos como vitrine ou vidraça lá fora, a partir dos cometários feitos pela imprensa esportiva. São estes profissionais que vão comentar as belezas e os defeitos do país. O turismo de negócios também não deve ser desprezado.”

Ampliação do AeroportoO Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães será reformado até 2014. O projeto estimado para ficar pronto até janeiro de 2012 prevê intervenções no bambuzal, terminais de transportes e passageiros, estacionamentos, pátio das aeronaves e torre de controle.
De acordo com o assessor regional da Infraero, Jarbas Meira, a ampliação do terminal aéreo requer recursos que variam entre R$ 47 milhões (verba garantida pelo PAC da Copa) e R$ 125 milhões.
As intervenções no terminal de passageiros devem ser iniciadas em fevereiro do próximo ano. Já no pátio e na torre, as obras podem começar ainda em dezembro próximo. Apesar da reforma necessária, segundo o assessor regional, o aeroporto de Salvador opera dentro da capacidade.

“Temos quase 18 horas sem operação de voos. Precisamos reintercalar as rotas em todo o país para evitar os inchaços em horários de pico”.

Meira observa que os congestionamentos nos aeroportos ocorrem por falta de planejamento mais adequado pelas companhias. “As empresas aéreas insistem em concentrar os voos em determinados horários porque querem explorar comercialmente os usuários. Mas a Copa não nos preocupa. A previsão é de 650 mil visitantes em todo o país. Conseguimos receber mais de 400 mil somente no Carnaval.”
O novo layout do terminal de passageiros é inspirado no Concorde, legendário avião supersônico de passageiros, e interligado ao estacionamento por meio de passarelas. O número de posições de check-inpassará de 58 para 84 e serão construídos novos ambientes, elevadores, escadas rolantes e toaletes.
Dez novas posições vão ampliar o estacionamento das aeronaves de médio e grande portes no pátio de manobra. O estacionamento de veículos ganhará novo pavimento com 1,7 mil vagas, chegando à capacidade total de três mil vagas. As vias de acesso serão cobertas, para absorver calor, e transparentes para aproveitar a luz do sol. O terminal de ônibus também será ampliado e interligado a outros modais de transporte.


Fontes: Portal 2014 Salvador

Nenhum comentário:

Postar um comentário