sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Metrô é confirmado como modal de transporte para Salvador


Metrô é confirmado como modal de transporte para Salvador

O governador Jaques Wagner e o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, reuniram-se com os vereadores nesta segunda-feira (29) e reafirmaram a escolha do metrô como modal de transporte para Salvador na Copa 2014. O encontro foi realizado na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), e contou também com a presença dos secretários estaduais do Planejamento Zezéu Ribeiro, do Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, e das Relações Institucionais, Cesar Lisboa, além do chefe de gabinete do governador, Edmon Lucas.

Durante a reunião, foi explicado aos parlamentares o processo utilizado por meio do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) da Mobilidade Urbana, como estratégia para a decisão do modal. Após o encontro, os vereadores demonstraram estar satisfeitos com as explicações do governo estadual. Para a escolha do modal, foi avaliada a consistência de viabilidade técnica, ambiental e financeira, sendo analisados sete projetos que concorreram ao PMI, realizado pelo Governo do Estado.

“A Câmara de Vereadores não tem preferência por modal. Não somos nem pelo pneu nem pelo trilho. O queremos é abrangência do sistema e tínhamos de entender como vai funcionar. O governador se comprometeu a ajudar a cidade e sem dúvida isso trará muito benefício para Salvador”, afirmou o presidente da Comissão de Transportes da Câmara Municipal, vereador Jorge Jambeiro.

Diálogo permanente 

De acordo com o governador Jaques Wagner, será estabelecido, entre o Governo do Estado e Câmara Municipal, um diálogo permanente sobre a mobilidade urbana de Salvador. “Longe de mim qualquer tentativa de afrontar a legitimidade da Câmara em debater todos os temas de interesse da cidade”, disse o governador. De acordo com ele, o governo estadual participa do assunto porque o estado tem a capacidade de se comprometer com o dinheiro.

“E como tínhamos que apresentar um projeto, fizemos o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI). Deixei claro nesta reunião que este modal, que é o metrô, não é tudo. Tenho consciência de que é preciso desenvolver outros tipos de sistema de transporte na cidade. E por isso, estaremos em constante diálogo”, enfatizou Wagner.

Segundo o governador, o edital de licitação das obras do metrô na Avenida Paralela está em fase de elaboração. Ele assegura que, concomitantemente à implementação do metrô, será possível construir a Avenida 29 de Março, ligando a Paralela à BR-324. Os investimentos nas obras do metrô totalizam R$ 1,6 bilhão e no total serão disponíveis para o projeto de transporte para a capital baiana, cerca de R$ 2,4 bilhões, do PAC da Mobilidade Urbana.

Na opinião do prefeito João Henrique houve um avanço significativo durante a reunião desta segunda-feira (29). Para ele, o termo de anuência deverá ser concedido com mais rapidez, a fim de se lançar o edital de licitação. “Nós estamos avançando. Superamos etapas e algumas dúvidas. Acredito que a Câmara tem um grande conhecimento acumulado, devido aos estudos realizados sobre a mobilidade de Salvador e pode contribuir com o projeto”.
 
Fontes: Informações do Governo da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário