domingo, 30 de outubro de 2011

News Room - Ceará - Sistema BRT em Fortaleza promete mais velocidade em horários de pico

 Sistema BRT em Fortaleza promete mais velocidade em horários de pico 

Durante o VI encontro de Qualidade e Tecnologia do Transporte Urbano, realizado até ontem (28) no Marina Park Hotel, foram apresentadas as tecnologias que serão utilizadas nos projetos de mobilidade urbana previstos para começarem no início de 2012.

Dentre eles está o sistema BRT (Bus Rapid Transit), que são ônibus articulados ou biarticulados com capacidade para levar de 180 a 270 passageiros em corredores exclusivos. O evento foi uma parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado.
Segundo Otávio Cunha, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), o trânsito nos horários de pico em Fortaleza pode passar de 13km/h para 30km/h, gerando uma redução de mais de 100% na média de tempo.


“Vai ser possível dar o dobro de viagens com o mesmo ônibus”, disse. O sistema BRT já existe em algumas cidades como Curitiba, São Paulo e Goiânia e, até a Copa do Mundo serão implantados 26 corredores exclusivos para ônibus em todo o Brasil.


O prazo para finalização do projeto é de dois anos e os custos variam, pois, segundo o presidente, “quando há necessidade de desapropriação, o valor é de cerca de 10 milhões de dólares por quilômetro, mas quando não há, os custos ficam entre 3 e 5 milhões”, disse. O projeto inclui vias, passarelas e centros de controle operacional.


De acordo com a prefeita Luizianne Lins, as obras de alargamento das vias vão começar no entorno do Castelão e se estenderão pelas principais avenidas da Capital. Segundo ela, serão 45 quilômetros de corredores exclusivos para ônibus e a ideia é que haja integração entre ônibus e linhas do metrô, através dos terminais.


Sobre a passagem da integração ônibus/metrô, a prefeita disse que os valores vão ser de responsabilidade do Estado, não podendo garantir o preço baixo como o da passagem de ônibus.


Luizianne afirmou que, com a integração temporal e a tarifa social, 20% a mais passou a andar de ônibus. Em relação aos veículos lotados, a prefeita disse que “isso tem em todos os lugares do mundo, não é só em Fortaleza”. Segundo ela, “com a melhoria do transporte coletivo, o transporte individual vai perder a força”, melhorando o trânsito.


Na ocasião, Luizianne Lins recebeu uma placa-homenagem da NTU. A condecoração foi devido aos trabalhos desenvolvidos no sistema de transporte de Fortaleza, em especial, a “política de desoneração tarifária”, que manteve a passagem de ônibus como uma das mais baratas do País.


Reportagem (Danilo Castro)
Fonte: O Povo Online



Nenhum comentário:

Postar um comentário