domingo, 30 de outubro de 2011

News Room - PB - Em João Pessoa, atualmente circulam 176 ônibus adaptados

 
Em João Pessoa, atualmente circulam 176 ônibus adaptados
Em cada olhar uma esperança. Nos lentos movimentos a força de viver. Para um cadeirante - portador de deficiência motora, obrigado ao uso de cadeira de rodas -, cada obstáculo superado revela o quanto a vida ainda pode surpreendê-lo mostrando novos desafios.

'Apesar das limitações que possuímos, não reclamamos. Cada dia é um recomeço', revela Cláudio Severiano Ramos, de 35 anos, pessoense que há 5 anos perdeu os movimentos dos membros inferiores após um acidente de motocicleta.
Segundo o censo realizado no ano de 2010, existem 720 mil pessoas com algum tipo de deficiência na Paraíba, ou seja, 18% da população do Estado.

Uma das grandes conquistas para a ressocialização dos cadeirantes foi obtida por meio da lei municipal de nº 7.170, que garante o transporte público adaptado, permitindo o embarque de usuários de cadeiras de rodas. Esse tipo de transpote é conhecido como ‘transporte eficiente'.

Atualmente, 540 ônibus trafegam pelas principais ruas de João Pessoa, destes 176 são adaptados para a acessibilidade dos deficientes físicos, em especial os cadeirantes.

Um dos usuários do transporte eficiente é o menino Leonardo José, de 9 anos de idade. Ele reside no Bairro dos Estados em João Pessoa e sempre está acompanhado da mãe, Ana Gilma, quando utiliza um ônibus adaptado. Ele nasceu com deficiência motara em função de complicações no parto.
Mesmo diante das dificuldades, quando vamos à praia, ao shopping ou fazer alguma atividade de lazer com o Léo, o transporte eficiente nos ajuda’, declarou Ana.

De acordo com Francisco Alcântara - gerente da Divisão de Transportes Coletivos da STTRANS (DICOL) – a expectativa do órgão é de que até o ano de 2014 toda a frota de transporte público na Capital paraibana seja adaptada para o usuário com necessidades especiais.

‘Já temos em João Pessoa linhas com quase 100% dos veículos adaptados, como do Bairro dos Estados, significando grande importância para os portadores de deficiência física. Nesse caso, o trajeto do ônibus incluiu o tráfego nas proximidades da Funad, facilitando o deslocamento dos cadeirantes’, afirmou Francisco Alcântara.

Segundo o gerente da vistoria da STTRANS, Edvaldo Loureiro, o ‘transporte eficiente’ está cada vez mais ocupando lugar nas garagens das empresas de coletivos. Cada veículo adaptado custa em média R$ 238 mil, podendo chegar a R$ 264 mil, dependendo da marca da e da quantidade de portas de acesso especial.

Em João Pessoa, atualmente circulam 176 ônibus adaptados

Como funciona um ônibus adaptado?
O transporte denominado ‘eficiente’ possui uma plataforma móvel no ônibus, que funciona como um elevador. Ela promove a subida e a descida do deficiente físico, principalmente de usuários de cadeiras de rodas.

O ônibus adaptado pode ter duas ou três portas, sendo estas localizadas na traseira, dianteira ou na parte central do veículo.

Fontes: PB Acontece

Nenhum comentário:

Postar um comentário