terça-feira, 20 de março de 2012

News Room Bahia: Transalvador inicia vistoria anual de transporte complementar

 Transalvador inicia vistoria anual de transporte complementar 

 
Todos os 290 veículos que integram o Subsistema de Transporte EspecialComplementar de Salvador (Stec) passarão, até o dia 4 de abril, pela vistoriaanual da Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador).O trabalho foi iniciado na manhã desta segunda-feira (19), na sede da Coopstec- cooperativa dos empresários do setor, no bairro de Castelo Branco.
Durante o serviço, os técnicos da Transalvador vão observar itens comofuncionamento do sistema elétrico, freios e suspensão dos micro-ônibus dafrota. A vistoria é realizada de segunda a sexta-feira, das 8 às 12h e das 13às 17h.
Segundo o chefe do Setor de Vistoriada Transalvador, Roberto Cerqueira, os técnicos também fiscalizarão aregularidade de documentos, como o alvará de funcionamento e a identificaçãodos condutores (crachás). “Com esse trabalho, procuramos garantir mais confortoe segurança para os usuários do sistema”, afirma.
A convocação para a vistoria é feita pela própria cooperativa, emparceria com a Transalvador – órgão vinculado à Secretaria Municipal deTransporte e Infraestrutura Urbana (Setin). Para evitar transtornos na ofertade transporte à população, a cada dia são vistoriados no máximo três micro-ônibuspor linha.
Atualmente, o sistema opera com 64linhas, que circulam em sete diferentes áreas da cidade: Brasilgás, Cajazeiras,Itapuã, Narandiba, Paripe, Periperi e São Cristóvão. De acordo com a estimativada Transalvador, cada veículo do Stec transporta por dia cerca de 450passageiros, melhorando a mobilidade urbana da cidade nessas áreas de grandeconcentração populacional.
“Com o sistema complementar, melhoramos a mobilidade urbana em áreas ondea demanda pelo transporte coletivo é maior. Os micro-ônibus têm ainda avantagem de alcançar pontos de acesso mais difícil para os veículos tradicionais”,explica o vice-presidente do Stec, Franklin Trindade. 
 
Fontes: Correio do Brasil
 
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário