quarta-feira, 16 de maio de 2012

NEWS ROOM: Em São Paulo, CPTM e Metrô podem entrar em greve


Em São Paulo, CPTM e Metrô podem entrar em greve

Foto: CPTM em Foco
 Em campanha de negociação salarial, ferroviários e metroviários de São Paulo se reúnem, esta tarde (16), em assembleias para discutir as propostas apresentadas às duas categoria pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e pelo Metrô. À Agência Brasil, os sindicatos que representam parte dos trabalhadores informaram a greve não está descartada.

 Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo, um dos três que representam os 8 mil funcionários da CPTM, a possibilidade de seus associados cruzarem os braços é grande, já que, desde março, a direção da estatal não apresenta uma proposta considerada satisfatória.
Em audiência de conciliação que ocorreu no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) no dia 8, a CPTM propôs conceder 6% de aumento salarial, percentual extensivo às cláusulas econômicas. O sindicato dos ferroviários não aceitou a proposta.
A categoria reivindica reajuste de 5,83%, a título de reposição da inflação do último período, mais aumento real de 5%. Além disso, também quer vale-refeição de R$ 22, implantação do plano de cargos e salários e melhorias nas condições de segurança e saúde do trabalhador. Uma nova audiência de conciliação já está agendada para amanhã (17).
Já o sindicato que representa os cerca de 8,8 mil funcionários da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) reivindica aumento salarial de 5,13% e mais 14,99% de aumento real. Cobra também um reajuste de 23,44% sobre o valor atual do vale-refeição (R$ 19,88) e aumento do vale-alimentação de R$ 150 para R$ 280,45, além de jornada máxima de 36 horas semanais para todas as funções e anistia aos 61 empregados demitidos após a greve de 2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário