sexta-feira, 22 de junho de 2012

TVE Bahia transmitirá São João da Bahia Maragogipe está na lista



TVE Bahia transmitirá São João da Bahia
Maragogipe está na lista 
 
 
A TVE Bahia, o portal do Irdeb e a Rádio Educadora estão preparados para o São João 2012. Serão quatro dias de transmissão pela TV, de 21 a 24 de junho, diretamente do Pelourinho, no centro de Salvador, e da cidade de Amargosa, no interior do estado. Teremos apresentações de 24 bandas e cantores, durante quatro horas diárias de ao vivo, a partir das 22h, que trarão à tela Geraldo Azevedo, Targino Gondim, Zelito Miranda, Cicinho de Assis, ente outros.
No domingo, Dia de São João, as apresentações começarão antes, a partir das 21h, para o público ter forró por mais tempo na TV.
Equipes de repórteres, apresentadores, cinegrafistas, editores, produtores e de apoio técnico, somando cerca de 100 profissionais, estarão em busca dos melhores momentos da festa de 2012.
De Salvador, Aline Castelo Branco, de um estúdio montado no Pelourinho, e Jéssica Smetak, do palco, comandam as transmissões da capital, enquanto Anderson Nascimento e Glauber Morais estarão trazendo as melhores informações de Amargosa.
Além do São João live da capital e de Amargosa, também serão preparadas matérias sobre comemorações em outros bairros das duas cidades e em municípios da Região Metropolitana de Salvador e do Recôncavo, como Cachoeira e Maragojipe, ratificando o alcance de uma das maiores expressões da cultura do Nordeste do país.
“A TVE mostra uma selecta da festança, para oferecer aos espectadores que ficam em casa uma ligação direta com o melhor de suas raízes e tradições”, explica o diretor de Programação e Conteúdo do Irdeb, José Araripe JR.
Dos estúdios, em Salvador, os telejornais diários mostrarão os resumos das festas, matérias especiais dedicadas ao festejo e, diariamente, apresentação de bandas de forró.
Aliás, o São João na TVE começou desde maio passado, com o aquecimento durante as transmissões dos ensaios juninos, com shows de bandas como Seu Maxixe, Filomena Bagaceira e Estakazero; com os Especiais TVE de São João, trazendo, entre outros, Del Feliz e Flávio José, além de o programa de entrevista Perfil & Opinião.
Já em junho, com Zelito Miranda, Adelmário Coelho e Quininho de Valente. A programação jornalística também trouxe convidados musicas, quadrilha junina, dicas de culinária e histórias sobre a tradição junina. “Baianos de todas as latitudes se identificam com esta festa que simboliza o espírito de encontros calorosos entre amigos e familiares”, diz Araripe JR.
Portal
Toda a cobertura do São João poderá ser conferida através do Portal do Irdeb também: www.irdeb.ba.gov.br/saojoao. Pelas redes sociais, o público poderá compartilhar fotos, mandar informações das cidades do interior, potencializando a cobertura colaborativa das festas pelo estado.
Através do aplicativo Instagram, pela tag #saojoaotve, pelo twitter, com mesma hashtag, ou pelo facebook.com/tvebahia, a interatividade é uma aposta para aproximar ainda mais as confraternizações juninas.
Rádio
A 107.5 FM - Rádio Educadora da Bahia não ficou de fora. E o homenageado, claro, é o Rei do Baião, pela passagem do seu centenário de nascimento. “100% Gonzagão” é uma ação inédita que terá, no domingo, dia de São João, 24 horas diretas dedicadas ao mestre dos forrozeiros, com shows do próprio Luiz Gonzaga, canções compostas por ele e cantadas por outros artistas, histórias e depoimentos sobre a vida do músico pernambucano, natural de Exu. 
 
 
 

PARA / PENSE / MUDE



NESSE SÃO JOÃO PARE / PENSE / MUDE


quinta-feira, 21 de junho de 2012

ATENÇÃO


ATENÇÃO

DEVIDO AOS FESTEJOS JUNINOS, O KAIO DESIGN BUS BAHIA - KDBB 
ESTARA AUSENTE NAS POSTAGENS E EM BREVE ESTAREMOS DE VOLTA COM NOVIDADES DO MÊS DE JULHO. COM NOVIDADES.
AGUARDEM!


DICAS DE MANUTENÇÕES WB (Especial) - Dicas de Segurança



Dicas de Segurança


FREADAS

» Nunca freie sobre poças d’água. Se isso for inevitável, alivie o pedal rapidamente para que as rodas não travem.

» Muito cuidado ao frear tendo caminhões na sua traseira. Pesados, eles percorrem uma área muito maior que um veículo comum até parar completamente.

 

VIAGENS LONGAS

» Descanse bastante antes de iniciar sua viagem.

» Se possível, viaje acompanhado por alguém que também possa revezar com você a direção.

» Não beba nem tome qualquer medicação que possa interferir nos seus sentidos.

» Não dirija por muitas horas. Faça paradas regulares, mesmo que não esteja cansado.

» Faça uma revisão cuidadosa nos principais itens de segurança do veículo como freios, pneus, parte elétrica e direção.

ACIDENTES


» Deparando-se com um acidente, antes de tentar prestar qualquer socorro, respeite a sua própria segurança. Evite ser, também, mais uma vítima.

» Se já houver outras pessoas prestando socorro no local, siga adiante e tente avisar a autoridade mais próxima (Polícia Rodoviária, Concessionário da rodovia etc.)

» Se você não é médico ou paramédico, evite mexer nas vítimas e nem permita que leigos removam as pessoas acidentadas. Aguarde o socorro apropriado e evite o agravamento das lesões por manipulação inadequada.

» Sua principal função será evitar o pânico, confortar os feridos, pedir o socorro e sinalizar o local com triângulo, galhos ou lanternas.

ULTRAPASSAGENS


» Nunca ultrapasse pela pista da direita.

» Antes da ultrapassagem, certifique-se de que você tem uma visão total da estrada, olhando também os retrovisores.

» Anuncie por meio dos sinais convencionais (luzes e setas) sua intenção de fazer a ultrapassagem.

» Nunca ultrapasse em trevos, lombadas, curvas e passagens de nível ou onde a faixa que divide as pistas seja contínua.

DIRIGINDO NA CHUVA


» Redobre a atenção para as condições da estrada nessas ocasiões, é possível a ocorrência de deslizamentos e quedas de barreiras.

» Reduza a velocidade a um limite seguro.

» Mantenha ligado os limpadores de pára-brisa.

Não fume para evitar o embaçamento do vidro.

» Evite freadas fortes.

» Se o carro aquaplanar (deslizar sobre uma lâmina de água) não freie nem pise na embreagem. Solte o acelerador e deixe o atrito com água reduzir a velocidade até você sentir as rodas adquiriram contato com o piso.

ANIMAIS NA PISTA


» Ao se deparar com animais de grande porte nas pistas (cavalos, bois etc) não buzine nem sinalize com os faróis. Isto assusta o animal que pode ter reações inesperadas.

» Feche os vidros, passe lentamente em marcha reduzida e avise o posto policial mais próximo.

VIAJANDO COM CRIANÇAS


» Crianças com menos de 10 anos de idade devem sempre ser transportadas no banco de trás, atadas aos cintos de segurança ou acomodadas nas cadeirinhas apropriadas.

» Bebês, mesmo os recém-nascidos, não devem viajar no colo de suas mães. Em caso de colisão, o risco da criança servir como amortecedor no impacto com o painel ou o banco da frente é muito grande.

» As crianças de colo até um ano de idade, devem ficar nas cadeirinhas fixadas de costas para o sentido do carro. Depois dessa idade, a cadeirinha pode ficar na posição normal.

» Quando a cadeirinha não mais oferecer proteção à nuca da criança, em função de seu crescimento, é o momento de colocá-lo diretamente no próprio banco do veículo, presa pelo cinto de segurança.

» Caso a posição do cinto possa causar enforcamento em criança, acomode-a em cima de uma almofada.

CINTO DE SEGURANÇA


» A obrigatoriedade do uso do cinto de segurança é para todos os ocupantes dos veículos, independente da via que esteja sendo utilizada.

» Mantenha os cintos sempre em bom estado e nunca prenda-os enrolado ou dobrado, para não reduzir sua eficiência.

» Uso de cinto de segurança no banco de trás também é obrigatório.



JORNAL BUZU.COM


JORNAL BUZU.COM

com Deivisson Lopes

Direitos Reservados ao KDBB - Deivisson Lopes 


 
 

KDBB MUSIC. ESPECIAL SÃO JOÃO


KDBB MUSIC
 Pout Porri do Interior - Chiclete com Banana


Banda: Chiclete com Banana / Forró
Musica/ Vídeo-music: Pout Porri do Interior - Balão Dourado - Riacho do Navio - Forró no Escuro - Música Alegre - Pé De Moleque




  

NEWS ROOM: E tudo se encaminha para uma greve de ônibus no Recife


E tudo se encaminha para uma greve de ônibus no Recife


Está marcada para o dia 26 deste mês a terceira rodada de negociações entre os rodoviários e os donos das empresas de ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Pernambuco, Patrício Magalhães, no último encontro, realizado na última terça-feira (20), não houve avanços nas negociações. 

Este ano, a pauta de reivindicações dos rodoviários é composta por 108 reivindicações, sendo o reajuste salarial a principal delas. Desta vez, a categoria quer um aumento de 27% do piso. Com isso, os motoristas passariam a receber R$ 2 mil e cobradores e fiscais teriam um aumento de 60% e 80%, respectivamente, em cima do valor oferecido aos motoristas.
"Por enquanto, não há indicativo de paralisações, mas se não tiver um acordo só nos resta a paralisação", esclareceu Patrício Magalhães. Esta foi a estratégia usada pela categoria em junho do ano passado, quando eles pararam as atividades por seis dias, para pressionar os empresários. Apesar de terem pedido um aumento de 22% no salário, eles aceitaram a proposta de um reajuste salarial de 9%.
Atualmente, cerca de dois milhões de passageiros por dia usam o transporte público coletivo na RMR, conforme o Grande Recife Consórcio de Transportes. Cerca de três mil ônibus, divididos em 390 linhas, circulam nos 14 municípios da região, fazendo 26 mil viagens diárias.
Fonte: Folha PE
 
 
 

NEWS ROOM: Curitiba reduz emissão de poluentes no transporte coletivo

Curitiba reduz emissão de poluentes no transporte coletivo

 
 
Integrante do grupo de cidades que assumiram na Rio + 20 o compromisso de redução na emissão de gases de efeito estufa, Curitiba vem sendo modelo na redução de emissão de poluentes no transporte coletivo. Na semana passada a prefeitura apresentou, na mesma Conferência, o Hibribus, ônibus híbrido, movido a eletricidade e biodiesel que, a partir de setembro, vai substituir os 30 veículos da frota de cinco linhas de ônibus da cidade. Para o ano que vem estão previstos mais 30 Hibribus.
Comparada à frota que será substituída, a frota de Hibribus significará uma redução de 89% menos material particulado; 80% menos óxido de nitrogênio (NOX), e  35% menos CO2. O consumo de combustível é 35% menor. Produzido pela Volvo, com carroceria Marcopolo, o ônibus híbrido de Curitiba tem dois motores que funcionam em paralelo.
O elétrico é utilizado no arranque e na aceleração até a velocidade de 20 quilômetros por hora quando entra em funcionamento o motor a biodiesel, à base de soja. O motor elétrico é usado também como gerador de energia durante as frenagens. A cada vez que os freios são acionados, a energia da desaceleração é utilizada para carregar as baterias.
O Hibribus é mais um avanço na trajetória pioneira da capital paranaense de utilização de energia limpa no transporte coletivo. Curitiba é a única cidade da América Latina a ter uma frota em operação regular com ônibus movidos exclusivamente a biodiesel, sem mistura de óleo mineral.
São 32 ônibus no chamado projeto B 100 (100% biodiesel), entre eles 26 ônibus do sistema Expresso Ligeirão - biarticulados com 28 metros de comprimento e capacidade para 250 passageiros, a mesma de um Boeing 767. Comparada a uma frota equivalente de ônibus movidos a diesel, a frota abastecida 100% com biodiesel emite 63,7% menos material particulado (fumaça); 46% menos monóxido de carbono; 100% menos óxido de enxofre e 65% menos hidrocarbonetos totais.
O primeiro Ligeirão foi implantado em 2009, com a criação da Linha Verde, uma nova geração de corredores exclusivos do transporte coletivo. Implantada em trecho urbano da antiga BR 116, a Linha Verde tem 10 quilômetros (outros 10 estão em construção) e os ônibus trafegam em meio a um parque linear com 21 mil metros quadrados.
Em torno de 2,5 mil árvores plantadas ao longo do eixo vão formar, na fase adulta, bosques no entorno das estações que são mais amplas, climatizadas e permitem embarque em nível mesmo de ônibus sem plataformas, os alimentadores. A climatização das estações é feita com um sistema inédito formado por fosso aquecido por uma única lâmpada que permite a entrada de ar puro a cada 90 segundos, sem necessidade de aparelhos de ar condicionado.

Fonte: Urbs
 
 
 

 

sábado, 16 de junho de 2012

GMB GTA MODS BA: Novidades da Semana


NOVIDADES DA SEMANA
 Acesse o site e veja as novidades:



SPORT CAR WB - com Felipe Ribeiro - Veyron GrandSport SuperSport


SPORT CAR WB 

com Felipe Ribeiro


Bugatti confirma Veyron GrandSport SuperSport 
para Genebra
 
 
A versão targa do superesportivo Veyron, a GrandSport, ganhará a edição SuperSport, já oferecida na variação normal do Veyron, com teto fixo. As grandes mudanças nesta edição ficam por conta do propulsor, o W16 quadriturbo passa a produzir 1200 cv, ante os 1001 atuais do GrandSport, e no visual, mais agressivo e com novo padrão de pintura.No modelo com teto targa e motor de 1001 cv a velocidade máxima foi limitada em 315 km/h por questões de segurança, enquanto o Veyron original atinge 407 km/h. o Supersport com teto fixo atinge 434 km/h, sendo o dono da marca de carro de rua mais rápido do mundo, resta saber se a segurança continuará impedindo o modelo targa de atingir os 400 km/h, podendo ir algo além disso. Esta dúvida será tirada até o próximo Salão de Genebra, onde o carro será apresentado.
 
 

 



Editor Chef: Wesley Brito
Colunista: Felipe Ribeiro




KDBB MUSIC - ESPECIAL SÃO JOÃO







KDBB MUSIC
ESPECIAL SÃO JOÃO

 

Magnificos - Muito pra te dar


 

Banda: Magnificos - Forró
Musica/ Vídeo-music: Muito pra te dar


NEWS ROOM: No Rio, BRT Transoeste agora vai funcionar até as 19 horas

 

No Rio, BRT Transoeste agora vai funcionar até as 19 horas 


A Secretaria Municipal de Transportes decidiu ampliar o horário de operação do BRT Transoeste até as 19h. A mudança vale a partir deste sábado. Dessa forma, o corredor, ainda em fase de teste, passa a operar das 9h às 19h, de segunda a domingo. Na quarta-feira, o horário de funcionamento do BRT Transoeste já havia sido ampliado e o corredor operava das 9h às 16h, uma semana depois de entrar em operação de 10h às 15h.

A prefeitura também anunciou que, a partir de domingo, o BRT contará com mais uma estação, em Ilha de Guaratiba. Segundo a secretaria, a abertura da estação foi antecipada para ampliar a oferta de linhas, que foi reduzida depois que os ônibus convencionais passaram a circular pelo Túnel da Grota Funda. Com isso, já são 15 estações inauguradas, cinco delas somente nesta quinta-feira. Mais 31 do eixo entre Santa Cruz e o Terminal Alvorada devem entrar em operação nos próximos dias. Já estão em funcionamento as estações Pingo D'Água, Pontal, Recreio Shopping, Nova Barra, Gelson Fonseca, Barra Sul, Pedra de Itaúna, Interlagos, Riomar, Santa Mônica Jardins, América Park, Novo Leblon, Bosque da Barra e o Terminal Alvorada. Em agosto, todas as estações estarão operando, com a inauguração do trecho Santa Cruz-Campo Grande, que terá 20 paradas.

Em nove dias de operação, corredor expresso já apresenta problemas
Inaugurado pelo prefeito Eduardo Paes, o BRT Transoeste foi alvo de críticas dos usuários no primeiro dia de funcionamento. No feriado de Corpus Christi, não havia bilhetes suficientes na Estação Alvorada. Apenas 50 haviam sido separados para venda. No Túnel da Grota Funda, motoristas eram obrigados a desviar de um grande buraco, com cerca de meio metro de diâmetro e 15 centímetros de profundidade, na pista da esquerda, destinada aos veículos de passeio, no sentido Recreio dos Bandeirantes.

Em nota, a Secretaria Municipal de Obras confirmou o problema e alegou que “houve um desprendimento da capa asfáltica neste local, após o vazamento de óleo hidráulico de um equipamento”. Segundo o órgão, uma equipe vai providenciar o reparo ainda esta semana. A secretaria defendeu o tipo de asfalto utilizado, o SMA (Stone Mastic Asphalt), “uma mistura morna que garante melhor acabamento”.

O BRT Transoeste é o primeiro dos quatro corredores expressos projetados para a cidade do Rio até 2016.

 
 
 

NEWS ROOM: Ônibus híbrido da Volvo circulará com 100% de biodiesel em Curitiba


Ônibus híbrido da Volvo circulará com 100% de biodiesel em Curitiba

 Este mês a Volvo iniciou a produção em série de seu chassi de ônibus híbrido na fábrica nacional de Curitiba (PR). As primeiras 60 unidades do modelo já estão vendidas e vão circular no transporte público da capital paranaense. Metade desse total será entregue no fim do próximo mês de agosto, depois de receberem a carroceria Viale BRT da Marcopolo. O restante começa a rodar na cidade apenas em março de 2013. 

O modelo diesel-elétrico é destaque na Rio+20, Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustenatável. Na quinta-feira, 14, a primeira unidade nacional do veículo foi apresentada no espaço da Prefeitura de Curitiba no evento. A iniciativa comprova a importância do projeto e o compromisso da cidade com o transporte sustentável.

O prefeito do município, Luciano Ducci, anunciou no evento que as unidades que circularão na capital paranaense serão 100% abastecidas com biodiesel de soja produzido pela gaúcha BS Bios. O combustível já é usado desde 2009 no transporte coletivo de Curitiba em uma frota de 32 ônibus articulados batizada de Linha Verde, utilizada por cerca de 80 mil pessoas diariamente. A intenção é que até o fim do ano esse volume seja ampliado para 40 veículos.

Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America, reconhece que adaptar o chassi híbrido para rodar com o biocombustível foi um desafio. A empresa investiu US$ 20 milhões para nacionalizar o modelo. Desse total, apenas 10% foi aplicado em manufatura e adequação da fábrica. O restante dos gastos foi destinado à área de engenharia. “Levamos quase um ano em horas de engenharia para adaptar o chassi”, revela. Segundo ele, o trabalho foi liderado pela equipe brasileira em parceria com o time da matriz Sueca.

Entre as principais mudanças, Pimenta destaca os filtros de combustíveis e a regulagem do motor. Inicialmente o ônibus híbrido terá cerca de 55% de conteúdo nacional, mas esse índice deve subir. A partir de 2013 o câmbio automatizado I-shift, que hoje é importado, começa a ser fabricado no Brasil. O motor elétrico, a bateria de íons de lítio e o inversor de frequência, no entanto, continuarão vindo da Europa.

EVOLUÇÃO

A Volvo nem concluiu o lançametno do ônibus híbrido no mercado nacional e já programa evoluções do modelo, que até 2016 deverá contar com versões articulada e biarticulada, além do chassi 4x2. O avanço mais importante, no entanto será o aumento da eletrificação. “Queremos chegar a 65% de economia de combustível na comparação com a versão Euro 3 apenas a combustão”, revela Pimenta. O modelo atual promete reduzir o consumo em 35% e as emissões de gases do efeito estufa em 90%.

Para atingir o objetivo, a intenção da montadora é aumentar a participação do motor elétrico. O sistema é responsável por fazer a propulsão do modelo até a velocidade de 20 quilômetros por hora. A partir daí o motor a diesel entra em ação. Em uma versão futura, o veículo deve alcançar velocidades maiores utilizando apenas o sistema zero emissão.

APOSTA NO HÍBRIDO

O início da operação do ônibus híbrido da Volvo é uma aposta de Curitiba, que quer se destacar no transporte sustentável. A cidade investiu R$ 26 milhões na compra das primeiras 60 unidades e não pretende parar por aí. Depois de avaliar a performance do modelo na cidade, a intenção é investir em mais veículos apesar do preço cerca de 50% mais alto na comparação com um modelo convencional do mesmo porte, em torno de R$ 650 mil já encarroçado.

Marcos Valente Isfer, presidente da Urbs, que administra as empresas de transporte coletivo de Curitiba, aponta que alguns incentivos suavizaram a diferença de preço. Um deles é o BNDES/Finame especial para modelos elétricos e híbridos, que financia o valor total do bem com prazo de 12 anos e taxa de 5% ao ano. Outra vantagem é o custo operacional. “A Volvo vai se responsabilizar por toda a manutenção da bateria, que era a nossa maior insegurança. Se tivermos algum problema eles trocam sem custo adicional”, conta.

A companhia decidiu não vender o componente, o que encareceria demais o preço dos chassis. “Dessa forma também nos responsabilizamos pela logística reversa”, explica Pimenta, presidente da empresa. Segundo ele, a fábrica paranaense terá uma área de remanufatura. O executivo estima que a duração média da bateria seja de cinco anos.

Isfer também espera atrair novos usuários para neutralizar o preço mais alto pago pelo novo veículo sem precisar aumentar a tarifa. “O transporte público vai ficar mais atrativo. O modelo é mais confortável, menos barulhento. As pessoas vão notar a diferença”, acredita. O veículo ecológico vai circular em cinco linhas que têm trânsito mais pesado. Dessa forma, o aproveitamento do motor elétrico é maior. Quando entregues, os 60 ônibus vão transportar 20 mil pessoas por dia.

Em 2013 a Volvo pretende produzir até 350 unidades do chassi híbrido. A intenção é elevar os volumes e alcançar reduções nos preços à medida que a demanda evoluir. Pimenta garante já estar em estágio avançado de negociação com a cidade de São Paulo. Há também boas possibilidades de concretizar vendas no Rio Grande do Sul e em Bogotá, na Colômbia.


Fonte: Automotive business
 
 

 

quinta-feira, 14 de junho de 2012

KDBB MUSIC - ESPECIAL - SÃO JOÃO


KDBB MUSIC
ESPECIAL  SÃO JOÃO


Banda Magníficos - Essa Paixão Virou Chiclete


Banda: Magníficos
Música / Vídeo-Clip: Essa Paixão Virou Chiclete





60 MINUTOS ESPECIAL - SÃO JOÃO DO NORDESTE


60 MINUTOS ESPECIAL
SÃO JOÃO DO NORDESTE

Direitos Reservados a Rede Globo Nordeste



NEWS ROOM: Rio+20


Rio+20 


 A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, será realizada de 13 a 22 de junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro. A Rio+20 é assim conhecida porque marca os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e deverá contribuir para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.

A proposta brasileira de sediar a Rio+20 foi aprovada pela Assembléia-Geral das Nações Unidas, em sua 64ª Sessão, em 2009.

O objetivo da Conferência é a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável, por meio da avaliação do progresso e das lacunas na implementação das decisões adotadas pelas principais cúpulas sobre o assunto e do tratamento de temas novos e emergentes.

A Conferência terá dois temas principais:

 
  • A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e
  • A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.
A Rio+20 será composta por três momentos. Nos primeiros dias, de 13 a 15 de junho, está prevista a III Reunião do Comitê Preparatório, no qual se reunirão representantes governamentais para negociações dos documentos a serem adotados na Conferência. Em seguida, entre 16  e 19 de junho, serão programados os Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável. De 20 a 22 de junho, ocorrerá o Segmento de Alto Nível da Conferência, para o qual é esperada a presença de diversos Chefes de Estado e de Governo dos países-membros das Nações Unidas.

Os preparativos para a Conferência

A Resolução 64/236 da Assembleia-Geral das Nações Unidas determinou a realização da Conferência, seu objetivo e seus temas, além de estabelecer a programação das reuniões do Comitê Preparatório (conhecidas como “PrepComs”). O Comitê vem realizando sessões anuais desde 2010, além de “reuniões intersessionais”, importantes para dar encaminhamento às negociações.
Além das “PrepComs”, diversos países têm realizado “encontros informais” para ampliar as oportunidades de discussão dos temas da Rio+20.

O processo preparatório é conduzido pelo Subsecretário-Geral da ONU para Assuntos Econômicos e Sociais e Secretário-Geral da Conferência, Embaixador Sha Zukang, da China. O Secretariado da Conferência conta ainda com dois Coordenadores-Executivos, a Senhora Elizabeth Thompson, ex-Ministra de Energia e Meio Ambiente de Barbados, e o Senhor Brice Lalonde, ex-Ministro do Meio Ambiente da França. Os preparativos são complementados pela Mesa Diretora da Rio+20, que se reúne com regularidade em Nova York e decide sobre questões relativas à organização do evento. Fazem parte da Mesa Diretora representantes dos cinco grupos regionais da ONU, com a co-presidência do Embaixador Kim Sook, da Coréia do Sul, e do Embaixador John Ashe, de Antígua e Barbuda. O Brasil, na qualidade de país-sede da Conferência, também está representado na Mesa Diretora.
Os Estados-membros, representantes da sociedade civil e organizações internacionais tiveram até o dia 1º de novembro para enviar ao Secretariado da Conferência propostas por escrito. A partir dessas contribuições, o Secretariado preparará um texto-base para a Rio+20, chamado “zero draft” (“minuta zero” em inglês), o qual será negociado em reuniões ao longo do primeiro semestre de 2012.










NEWS ROOM: Curitiba apresenta o Hibribus na conferência Rio+20


Curitiba apresenta o Hibribus na conferência 
Rio+20


Curitiba estará na Rio + 20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, no Rio de Janeiro, defendendo políticas públicas efetivas de sustentabilidade urbana e ambiental.
“O respeito ao meio ambiente é uma das marcas registradas de Curitiba. E isso é algo que pode ser percebido nas pequenas atitudes de cada morador. Ao poder público cabe inovar sempre em favor da cidade e dos seus habitantes”, afirma o prefeito Luciano Ducci, que nesta quinta apresentará o ônibus Hibribus, às 11h30, no Parque dos Atletas. O ônibus ficará no estande da cidade durante toda a Rio+20.

O Hibribus é uma inovação da cidade voltada à sustentabilidade e mobilidade urbana. Movido a biodiesel e eletricidade, o novo ônibus é o mais silencioso e o que oferece o maior ganho ambiental do mercado.

Cada cidadão que mora em Curitiba conta hoje com 64,5 metros quadrados de área verde, distribuída nos parques e bosques públicos e nas áreas particulares, além das 300 mil árvores nas ruas da cidade. Espaços de conservação, convívio e lazer, os parques guardam parte da memória e história da cidade, além de abrigarem fragmentos da vegetação nativa.

Outra alternativa pra conservação é o incentivo fiscal dado aos proprietários de áreas verdes para transformá-las em Reservas Particulares do Patrimônio Natural Municipal. A propriedade continua privada, mas o benefício se torna público.
Números apontam que o conjunto atual de áreas verdes de Curitiba retira da atmosfera nada menos que 168 toneladas de dióxido de carbono por hectare.

Fonte: Bem Paraná
 
 

quarta-feira, 13 de junho de 2012

SPORT CAR WB ESPECIAL - PARTE 2


SPORT CAR WB ESPECIAL
RETROSPECTIVA DAS GRANDES EDIÇÔES DO COLUNISTA E EDITOR CHEFE 
WESLEY BRITO.WB

Suspenção a Ar

Suspensão a ar ou suspensão pneumática não é um conceito recente. Foi concebido na década de 1920 pela Messier, e difundida no final da década de 1940 nos Estados Unidos, buscando melhorias na estabilidade para autos de competição. O invento foi bem sucedido e logo foram criadas novas aplicações para o produto. A Plymouth, já na década de 1950, oferecia como opcional um sistema simples de “bag” calibrável a ar com o intuito de nivelar o veículo quando carregado.

Começara a difusão na indústria norte-americana de uma nova tecnologia que se espalharia por todo o mundo nas décadas vindouras. Basicamente, suspensões a ar compreendem “bolsas” de material elastômero, normalmente borracha sintética trefilada ou poliuretano, inseridas em conjunto ou substituindo a suspensão mecânica original de um veículo. São apresentadas em diversos formatos, tamanhos e capacidades de carga.

Estas bolsas ou “air bags” podem ser infladas, deslocando o conjunto original, para que se obtenha compensação de carga adicional ou reboque, nivelando o veículo. Pode-se também obter maior performance quando o intuito for o de dosar o movimento da suspensão ou de aumentar a estabilidade, se o auto apresentar problemas de rolagem demasiada. A estes sistemas damos o nome de “helper springs”, uma vez que atuam no auxílio de situações específicas ajudando e trabalhando em conjunto com as suspensões originais dos veículos em que são instalados, que podem ser autos de passeio, pick-ups e furgões.

FUNCIONAMENTO:

A Suspensão a ar contém principalmente os seguintes aparelhos: compressor, cilindro, relógios, bolsas.

Como funciona no lugar das molas do veiculo são colocadas bolsas que quando o sistema é acionado seguram o ar dentro delas fazendo assim com que o veiculo levante, quando o sistema é acionado novamente o ar é jogado de dentro das bolsas para fora fazendo assim com que o veiculo se rebaixe ao limite extremo. Porém existe a necessidade de um sistema que regule a altura de rodagem, válvula niveladora (de preferencia eletrônica), pois o condutor dificilmente consegue fazer essa regulagem.

Também vale lembrar que os ônibus mais novos têm um sensor que ajusta a suspensão de modo que todos fiquem confortáveis.

Exemplo: se você parar em cima de um tijolo com um ônibus desses ele fica se mexendo até ficar 100% certo.




Editor Chef: WB. Wesley Brito 
Colunista: WB. Wesley Brito 
Direitos Reservados ao KDBBWB @2012



NA PROXIMA QUARTA VAMOS REVER MAIS EDIÇÕES DO GRANDE EDITOR AUTOMOBILISTICO. WB WESLEY BRITO
AGUARDEM!

E SÁBADO TEM MAIS EDIÇÕES INEDITAS PRA VOCÊ. 
AGUARDEM!