sexta-feira, 26 de abril de 2013

SPORT CAR: AUDI ENTRA NO REGIME E LANÇA TT ULTRA QUATTRO DE 1.111 KG


AUDI ENTRA NO REGIME E LANÇA TT ULTRA QUATTRO DE 1.111 KG

Baseado no TT S quattro, modelo é 299 kg mais leve e 0,7 s mais rápido, cumprindo o 0 a 100 km/h em 4,2 s

Audi TT ultra quattro ganhou carbono, alumínio e magnésio e ficou 299 kg mais leve que um TT S convencional (Foto: Divulgação)

Em busca de mais eficiência, as montadoras desenvolvem novas alternativas não apenas a partir de sistemas de propulsão avançados mas da redução de peso dos automóveis. A Land Rover já deu uma boa demonstração do que é levar a sério uma "dieta", ao diminuir em mais de 400 kg o peso do novo Range Rover Vogue. Agora, quem traz uma novidade nessa linha é a Audi. A marca alemã revelou hoje o TT ultra quatro, modelo com apenas 1.111 kg - 299 kg mais leve que o modelo no qual se baseia, o TT S quattro.

 Para chegar ao resultado, a montadora recorreu ao uso de um chassi de alumínio, que recebeu fibra de carbono plástico reforçado (CFRP) em componentes como o túnel de transmissão, o teto e os pilares. Além disso, lançou mão do magnésio, adotado no assoalho do carro e em elementos de reforço das dobradiças. A carroceria não escapou do regime e teve diversas partes confeccionadas em fibra de carbono - caso do capô e dos para-choques, por exemplo. Até as rodas forjadas em alumínio ajudam nessa conta: cada uma representa economia de 5 kg no peso final.

Merece destaque, ainda, a adoção de molas helicoidais feitas de fibra de vidro, em vez de aço. Mais um recurso, agora aplicado à suspensão, que visa à diminuição do peso. Ele é completado por discos de freio de carbono-cerâmica com pinças de alumínio, sistema de exaustão de titânio com duto único e sistema eletrônico de câmeras que substitui os retrovisores externos tradicionais, entre outros.
O interior do Audi também não escapou, recebeu detalhes em fibra de carbono e assentos mais leves - emprestados do R8 GT, eles são montados sobre uma base de fibra de vidro reforçada, que torna os bancos 22 kg mais leves em relação aos do TT S.


 
TT ultra quattro ganhou bancos com nova base, também para perder peso (Foto: Divulgação) 

Mais leve e mais rápido

Ainda exibido como protótipo, o TT ultra quattro tem motor 2.0 turbo com quatro cilindros e injeção direta de combustível, o mesmo do novo S3, mas modificado para entregar potência de 310 cv. Ele é auxiliado pela transmissão de seis marchas que distribui para as quatro rodas o torque de 40,8 kgfm - a força aparece 600 rpm mais cedo, a partir de 1.900 rpm. A Audi garante que essa mecânica, aliada à estrutura mais leve do modelo, permite aceleração de 0 a 100 km/h em 4,2 s - tempo 0,7 s inferior ao exigido pelo TT S convencional. A velocidade máxima também teve um ganho. Agora é de 280 km/h, ante 250 km/h.

Para melhorar o centro de gravidade, a Audi deslocou a bateria (agora de íon-lítio em vez de chumbo) para uma nova posição, abaixo do banco do condutor. Pequenas mudanças estéticas também podem ser vistas na nova grade, no para-choque redesenhado e na proeminente asa traseira.

De acordo com a montador alemã, os recursos de engenharia adotados no conceito TT ultra quattro serão aplicados em modelos de produção em série nos próximos anos.
No fim de maio, o protótipo será apresentado no festival de Wörtherse, na Alemanha. O evento é organizado pelo grupo VW, do qual a Audi faz parte.

Audi TT ultra quattro (Foto: Divulgação)

Fontes: AUTOSPORT

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário