domingo, 5 de outubro de 2014

ELEIÇÕES 2014 BAHIA / BRASIL


ELEIÇÕES 2014 BAHIA / BRASIL


BAHIA

RUI COSTA É ELEITO GOVERNADOR DA BAHIA EM PRIMEIRO TURNO DAS ELEIÇÕES 2014

A pesquisa Ibope divulgada no sábado (04) apontava um empate técnico entre o candidato Paulo Souto e Rui Costa, ambos com 36% das intenções de voto


 



O petista Rui Costa se elegeu governador da Bahia neste domingo (05), vencendo a disputa em primeiro turno. Ele derrotou, entre outros, os candidatos Paulo Souto (DEM) e Lídice da Mata (PSB). Com 92% das urnas apuradas, Costa recebeu 54,06% dos votos válidos. Souto teve 37,54% e Lídice 6,80%.

Pela manhã, Rui votou acompanhado de familiares e correligionários. "Até me atrasei um pouco, pois fiz questão de passar pela frente da casa de meu pai, na ladeira onde cresci, isso tudo me fez pensar em nas barreiras que ultrapassei para estar aqui hoje", comentou Rui, criado na Rua Major Cunha Matos, próxima à Baixa do Fiscal.

Rui teve uma significativa arrancada final. Desde a primeira pesquisa Ibope, em que pontuou 8%, ele passou para 15%, 24%, 27% e 36%, finalmente, indicando empate técnico com Paulo Souto - 46% dos votos válidos para ambos. "Não era possível, comício e caminhada com 10, 15 mil pessoas e a gente para trás nas pesquisas. É uma pena que esses institutos levaram tanto tempo para confirmar o que já estava claro nas ruas", afirmou pela manhã.

Soteropolitano, Costa, 51 anos, é formado em Economia pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), casado e pai de três filhos. Antes de se formar em Economia, concluiu o curso de Instrumentação na Escola Técnica da Bahia e cursou Ciências Sociais. Ele sempre estudou em escolas públicas e cursou o ginásio na escola Luiz Tarquínio, na Boa Viagem. 

Rui começou a trajetória política no início da década de 1980, através da luta sindical no Polo Petroquímico de Camaçari. Em 1985, liderou a primeira grande greve, que paralisou o Polo com apenas 22 anos de idade. A partir daí, entrou para a direção do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Petroquímica, Química, Plástica e Afins (Sindiquímica). Dois anos depois, coordenou a campanha do então candidato ao governo Jaques Wagner.

Foi eleito vereador de Salvador pelo PT em 2000 e reeleito em 2004. Foi secretário do governo Wagner em 2007 (Relações Institucionais) e, em 2010, licenciou-se do cargo de deputado federal para assumir a Casa Civil.

* Com informações do repórter Victor Lahiri

OTTO ALENCAR, DO PSD, É ELEITO SENADOR DA REPÚBLICA PELO ESTADO DA BAHIA

Cada estado federativo brasileiro tem direito a três cadeiras no Senado. Nas eleições de 2014, somente um candidato seria eleito

O candidato do PSD, Otto Alencar, é eleito Senador da República pelo estado da Bahia neste domingo (5). Com mais de 80% das urnas eletrônicas apuradas, a vitória de Otto com 55,05% dos votos fica clara pera os 34,75% levantados pelo candidato do PMDB, Geddel Vieira Lima.

 
Otto Alencar, do PSD, é eleito Senador da República pelo estado da Bahia
(Foto: Reprodução/Facebook) 
 
Cada estado federativo brasileiro tem direito a três cadeiras no Senado Federal. Com mandados de oito anos, um terço da bancada é renovado em uma eleição, enquanto dois terços são escolhidos na eleição subsequentes. Em 2010, a Bahia escolheu os senadores Lídice da Mata e Walter Pinheiro.
Nas eleições deste ano, somente um candidato é eleito. Ainda estavam na disputa Eliana Calmon, candidata do PSB, Hamilton Assis, do Psol, e Marcelo Evangelista do PEN. Eles levaram 8,95%, 0,95% e 0,27%, respectivamente.    

VotaçãoOtto Alencar votou logo início da manhã deste domingo (5), em Ruy Barbosa, município baiano, na escola Carneiro Ribeiro. Após registrar seu voto, Otto se mostrou confiante com a vitória.  

O candidato Geddel Vieira Lima votou por volta das 10h30 deste domingo (5) no colégio Antônio Vieira, no bairro do Garcia. Acompanhado do candidato a governador Paulo Souto e do prefeito ACM Neto, ele não demorou para registrar o voto. 

Eliana Calmon votou neste domingo (5) em Salvador, acompanhada pela candidato ao Governo da Bahia pelo PSB, Lídice da Mata. A ex-ministra do Superior Tribunal Federal votou na Associação Atlética da Bahia, na Barra. Após a votação, Eliana e Lídice seguiram para o Colégio Estadual Luiz Viana, em Brotas, onde Lídice vota. 

Além delas, estiveram presentes na ocasião diversos candidatos coligados à chapa, a exemplo de Fabíola Mansur, Sílvio Humberto e Domingos Leonelli.



BRASIL
 
DILMA ROUSSEFF E AÉCIO NEVES SE ENFRENTAM PELA PRESIDÊNCIA NO SEGUNDO TURNO
 
Neste primeiro turno, Dilma Rousseff recebeu 40,91% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves recebeu 34,38%
 
  

A atual presidente do Brasil, Dilma Rousseff, enfrenta Aécio Neves, candidato do PMDB, no segundo turno das eleições de 2014, segundo apuração dos votos deste domingo (5). A candidata do PT busca a reeleição, enquanto o líder da oposição tenta o retorno ao Planalto.
Neste primeiro turno, Dilma Rousseff recebeu 41,32% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves recebeu 33,85%. A candidata do PSB, Marina Silva, levou 21,26% dos votos. Os números correspondem a 92,42% das urnas apuradas.

Luciana Genro (PSOL) ganhou 1,56% dos votos, Pastor Everaldo Pereira (PSC) se despede do primeiro turno com 0,75% e Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB) somaram pouco mais 1% dos votos. Já os votos brancos e nulos alcançaram 9,63%.  

A Pesquisa Ibope divulgada neste último sábado (4), última antes da eleição, apontava uma diferença de 16% entre os dois candidatos - Dilma com 40% e Aécio com 24% dos votos válidos -, depois de Marina Silva, candidata do PSB, chegar a liderar as pesquisas após a morte do candidato Eduardo Campos quase 40 dias antes das eleições.
O segundo turno que irá definir o próximo presidente do Brasil acontece no dia 26 de outubro. 

Votos
A atual presidente nasceu em Belo Horizonte, mas votou em Porto Alegre, cidade onde exerceu seus primeiros cargos políticos, na manhã deste domingo (5). A candidata do PT compareceu à Escola Estadual Santos Dumont, na Zona Sul de Porto Alegre (RS) por volta das 8h45 e demonstrou confiança acompanhada pelo governador Tarso Genro. 

Aécio Neves votou por volta das 10h30 deste domingo. O candidato do PSDB, que na última pesquisa do Ibope ultrapassou a candidata Marina Silva, demorou cerca de um minuto e meio para votar na Escola Estadual Governador Milton Campos (Estadual Central), em Belo Horizonte.

Trajetórias
Nascida em Belo Horizonte em 1947, Dilma Rousseff participou da luta armada contra a ditadura militar no Brasil. A presidente esteve presa entre 1970 e 1972, e filiou-se ao PDT no final dos anos 70. Já em 1986, Rousseff assumiu pela primeira um cargo público, atuando como secretária da Fazenda da Prefeitura de Porto Alegre. 

Ela filiou-se ao PT em 2000, e se tornou ministra de Minas e Energia em 2002, após a eleição do ex-presidente Lula. Posteriormente, Dilma se mostrou ministra da Casa Civil, e foi apontada como sucessora em 2010, quando foi eleita a primeira presidente mulher do Brasil.   

Esta foi a primeira candidatura à presidência do economista Aécio Neves, nascido em março de 1960 em Belo Horizonte. Neto do ex-presidente Tancredo Neves, o candidato do PSDB iniciou a vida política aos 21 anos, quando atuou como secretário pessoal do avô no governo de Minas Gerais.

Foi eleito pela primeira vez em 1986, como deputado federal, sendo reeleito mais três vezes. Assumiu o governo de Minas em 2002, e foi reeleito quatro anos depois. Foi eleito senador em 2010, e deixou o governo com 90% de aprovação da população, segundo pesquisa Vox Populi.


Fontes: Correio 24h












Nenhum comentário:

Postar um comentário