quarta-feira, 26 de novembro de 2014

NEWS ROOM BA: POPULAÇÃO DE SALVADOR APROVA PRIMEIRO ANO DE FUNCIONAMENTO DA VIA EXPRESSA


POPULAÇÃO DE SALVADOR APROVA PRIMEIRO ANO DE FUNCIONAMENTO DA VIA EXPRESSA


A mais importante obra de mobilidade urbana realizada em Salvador nas últimas três décadas, a Via Expressa Baía de Todos-os-Santos completou um ano de inauguração no sábado. Além dos condutores e usuários do transporte coletivo, pessoas que vivem nas imediações onde foram construídas as pistas e viadutos sentem os reflexos positivos do investimento.

Após a conclusão dos trabalhos viários, que inclui três túneis e dez pistas, ficou mais fácil, por exemplo, sair da Cidade Baixa, seguir pela Avenida Luis Eduardo Magalhães e chegar até a Avenida Paralela. Os caminhões que chegam pela BR-324 também não têm mais dificuldades para fazer o mesmo percurso ou o caminho inverso.

O conjunto de viadutos, elevados, passarelas e pistas da Via Expressa faz da obra uma das mais importantes do país, comparada ao Arco Rodoviário no Rio de Janeiro e ao Rodoanel, em São Paulo. O investimento total na intervenção viária foi de R$ 480 milhões, resultado de parceria entre os governos estadual e federal.

 De acordo com o diretor de obras estruturantes da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Sérgio Silva, a Via Expressa é uma obra viária que Salvador precisava há muito tempo.

“É uma obra que cumpriu o seu objetivo. Conseguimos tirar o transporte de cargas da cidade, principalmente que vai em direção ao porto da cidade. Eles [os caminhões] trafegam em uma via sinalizada, com segurança e iluminação. Um pavimento [especial] que não existe em Salvador”.
O motorista Adailson Ferreira transporta bebidas e percorre o conjunto viário, diariamente. “Esta obra facilitou o nosso trabalho, nossa locomoção, ligando o Comércio até a Pituba. A gente que trabalha com carro grande para entrega de mercadorias, ajudou bastante a se locomover mais rápido e não causar muito congestionamento em Salvador”.

Milhares de pessoas que vivem nas imediações das vias também usufruem da nova realidade urbana. Rudival Cardoso, 46 anos, vive desde que nasceu na Estrada da Rainha. Ele, inclusive, é daqueles moradores que, para deixar o local onde vive mais bonito e agradável, planta flores.

Na opinião dele, entre as melhorias observadas após a construção da Via Expressa, está a valorização dos imóveis. “Deu mais comodidade para sair para outros bairros. Foi uma injeção no mercado. A Estrada da Rainha era velha, arcaica e hoje está modernizada”, avalia.

Mais segurança - Além da contenção de encostas, a construção de ciclovias e três passarelas proporcionam mais segurança aos moradores da região.

O garçom Givaldo da Costa vive com a família no bairro Cidade Nova e, frequentemente, utiliza a passarela localizada em frente a uma concessionária de veículos, na Avenida Heitor Dias. “Foi uma obra de muita importância para os moradores daqui. Esta passarela ajudou muito a travessia da gente”.
Condomínios residenciais em diversos pontos da Via Expressa e um shopping, no Cabula, estão entre os empreendimentos privados que foram diretamente beneficiados. Porém, proprietários de estabelecimentos comerciais menores também estão satisfeitos. Sócio em uma oficina de motos, Josean Nunes abriu a empresa há três meses na Estrada da Rainha.

Ele afirmou que o negócio vai tão bem que, inclusive, neste momento, está realizando a ampliação do espaço físico. “[A Via Expressa] veio melhorar a situação do bairro. Moro no IAPI e meus sócios moram aqui na redondeza, e tivemos a oportunidade de abrir esta oficina”.

Conforme Nunes, antes da abertura das vias, o ponto, onde hoje está localizada a oficina, ficava distante cerca de 100 metros da rua principal. “Com a abertura da Via Expressa, ficamos na esquina. Então, todos os clientes que passam de motocicleta vêem nossa oficina”.

Acessibilidade - Ainda de acordo com o diretor da Conder, Sérgio Silva, para melhorar a acessibilidade, serão realizadas melhorias como a colocação de elevadores nas passarelas, além da quarta passarela que será instalada na Avenida Barros Reis.

“Em até 90 dias, devemos estar fazendo a instalação de dois elevadores na passarela da Estrada da Rainha. No máximo, até cinco a seis meses já teremos todos os elevadores implantados, bem como a passarela na [avenida] Barros Reis”.

Fontes: Tribuna da Bahia
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário