terça-feira, 26 de maio de 2015

SALVADOR CARD - A CIDADE PASSA POR AQUI


NEWS ROOM: SALVADOR TERÁ ÔNIBUS 24 HORAS APARTIR DE JULHO



SALVADOR TERÁ ÔNIBUS 24 HORAS
 A PARTIR DE JULHO


O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou na manha desta terça-feira (26) que a partir de julho o transporte coletivo de Salvador funcionará durante 24 horas. O anúncio foi feito durante a cerimônia de entrega do Centro de Controle Operacional (CCO) para monitoramento dos ônibus. 

"Os avanços não param por ai. Vamos em julho trazer mais uma boa novidade para Salvador: o funcionamento de ônibus e linhas 24 horas em nossa cidade, outra conquista importante", disse durante discurso na sede da Secretaria de Mobilidade, em Amaralina. 

Na oportunidade, o secretário de Mobilidade do município, Fabio Mota, afirmou ao Bocão News que o anúncio oficial será feito no dia 9 de julho.

Por David Mendes
Informações: Bocão News
 
 
 
Fotografia: Rodrigo Vieira



 

NEWS ROOM: ÔNIBUS DE SALVADOR GANHAM SISTEMA DE MONITORAMENTO VIA SMARTPHONES



ÔNIBUS DE SALVADOR GANHAM SISTEMA DE MONITORAMENTO VIA SMARTPHONES


Gratuito, aplicativo CittaMobi tem o intuito de auxiliar os mais de 1,3 milhão de usuários de ônibus
 
 
Foi inaugurado na manhã desta terça-feira (26), o Centro de Controle Operacional (CCO) para monitoramento em tempo real dos ônibus de Salvador via GPS.
O centro, que está instalado na Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), em Amaralina, permitirá o acompanhamento de todos os veículos que compõem a frota de transporte coletivo da cidade. Com isso, será possível identificar minunciosamente o roteiro dos ônibus, o tempo de circulação deles, as paradas nos pontos, além de possibilitar a mudança de itinerário caso seja visualizado alguma eventualidade. 

Todos os mais de três mil pontos de ônibus de Salvador foram georreferenciados. Os dados que abastecem este sistema são os mesmos fornecidos para os painéis informativos disponíveis nos principais pontos da cidade, como estações de transbordo de universidades. Os primeiros já foram instalados na Estação da Lapa (cinco TVs), Universidade Católica de Salvador (Ucsal - Pituaçu), avenidas Tancredo Neves (Hospital Sarah), Mário Leal Ferreira (Bonocô, posto BR Mataripe), Luiz Viana Filho (Paralela, saída do Imbuí) e Manuel Dias da Silva (igreja Nossa senhora da Luz), Rio Vermelho (Mercado do Peixe). Os próximos a serem instalados deverão contemplar as estações Iguatemi, Pirajá e Mussurunga, Ogunjá (Ceasa), Ondina (praça das Gordinhas), avenidas Juracy Magalhães Júnior (Mercado do Rio Vermelho) e Vasco da Gama (via exclusiva) e Universidade Federal da Bahia. 

Na inauguração do centro, que contou com as presenças do prefeito ACM Neto e do secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, também foi lançado o aplicativo do celular CittaMobi. A ferramenta gratuita tem o intuito de  auxiliar os mais de 1,3 milhão de usuários de ônibus. "Isso dá a possibilidade do usuário se organizar, de economizar tempo, ganhando qualidade no serviço de transporte”, afirmou ACM Neto durante o evento. 

O secretário de Mobilidade, Fábio Mota, acrescentou que essa plataforma resolve diversos problemas concomitantemente, melhorando a prestação do serviço. “Agora temos uma radiografia do sistema de transporte coletivo, o que antes não era possível. Se não fosse isso, precisaríamos ter um fiscal em cada ponto de ônibus, em cada turno, um fiscal para cada ônibus, em cada turno, e mais um fiscal nas garagens, em cada turno. Se hoje a maior queixa é de motorista que não para no ponto ou de ônibus que foge da rota, vamos poder monitorar isso diariamente, em tempo real, e sanar todos os erros identificados”, declarou.


 
O aplicativo já foi baixado por 72,3 mil, e é uma iniciativa da Prefeitura com o Sindicato das Empresas de Transporte Público de Salvador (Setps), em conjunto com a Cittati Tecnologia, que criou a ferramenta. Há também a versão “CittaMobi Acessibilidade”, destinado a pessoas com deficiência visual. 

Ainda de acordo com Neto, esse é o primeiro passo para todo o sistema de controle do transporte da cidade. “Em seguida, vamos monitorar o trânsito com a instalação de 300 câmeras espalhadas em toda a cidade. Isso vai permitir, por exemplo, que os agentes de trânsito controlem todos os semáforos em tempo real. A previsão para início do funcionamento dessa novidade é para 2016. A partir de julho, teremos mais uma novidade, com ônibus circulando 24 horas. Isso sem contar no que já foi e está sendo feito, com a melhoria em 300 abrigos, chegando a 800 até o final de 2016, com a grande reforma na Estação da Lapa e com as intervenções em mais de 50 finais de linha da cidade até o próximo ano”, apontou. 

Fontes: Correio 24h 


 
 

VAI PEGAR BUZU? BAIXE O NOVO APLICATIVO CITTAMOBI





Vai pegar buzu? Antes dê uma olhadinha no aplicativo CittaMobi para saber a previsão de chegada do ônibus no seu ponto. Em Salvador, a iniciativa é da Prefeitura e do Setps, em conjunto com a Cittati Tecnologia.

Links para download:
iOS: http://apple.co/1esMiRN
Android: http://bit.ly/P3roeL

SESSÃO MULHERES E MÁQUINAS: MULHERES E CARROS ANTIGOS


MULHERES E CARROS ANTIGOS







Fontes: Google imagens







domingo, 17 de maio de 2015

DEIXE A PROVOCAÇÃO PARA O ESTÁDIO. A MUDANÇA NO TRÂNSITO ESTÁ COM VOCÊ.


VAI DE BUZU? SE LIGUE NA LINHA.


NEWS ROOM: SECRETÁRIO ADMITE QUE TRANSPORTE PÚBLICO EM SALVADOR NÃO É BOM



SECRETÁRIO ADMITE QUE TRANSPORTE PÚBLICO
EM SALVADOR NÃO É BOM
 
 
O secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fábio Mota, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta quarta-feira (6), admitiu que o transporte público não é bom, mas que está em busca da eficiência. "Estamos restruturando o transporte público de Salvador. 

A partir do momento que licitamos, começamos a restruturar o sistema. É uma mudança de cultura. O transporte não é bom, mas por isso estamos tentando tornar mais eficiente", afirmou. 

Informações: Metrô 1
 
 
 
 

NEWS ROOM: SISTEMA DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO NO SUBÚRBIO DE SALVADOR TOTALMENTE SUCATEADO


SISTEMA DE TRANSPORTES FERROVIÁRIO 
NO SUBÚRBIO DE SALVADOR TOTALMENTE SUCATEADO




O vagão-motriz E-102 é quem puxava o pequeno comboio de três outros vagões no horário das 16 horas, saindo de Paripe em direção à Calçada. Com a frente carcomida pela ferrugem, portas sem fecharem direito e maquinistas tendo de entrar pela frente da composição, porque a porta interna já não funciona, espelhava bem a situação dos trens suburbanos, que depois de  mais de cinco décadas em operação ininterrupta e sem qualquer tipo de modernização, parece ter chegado ao limite.

Atualmente apenas dois os trens operam o sistema de transporte no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Dois outros ficam de reserva. E todos estão no limite operacional. Dos quatros existentes, duas são locomotivas (vagões motrizes) remodeladas em 2012, no Rio de Janeiro, na gestão do ex-prefeito João Henrique, e as duas outras têm mais de 50 anos em atividade. Servem um sistema que mal consegue transportar 15 mil pessoas por dia, num percurso de 13,5 quilômetros, entre os bairros de Paripe e Calçada. E por causa da fadiga de material, quebram a todo instante.

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado, a qual tem como empresa operadora do sistema a Companhia de Transportes da Bahia, informou que por causa da chuva e, conseqüentemente do estado de conservação da ferrovia, as interrupções das operações são freqüentes, como a que ocorreu por mais de duas horas ontem, quando houve falta de energia e acumulo de lixo e lama num trecho da ferrovia, no bairro do Lobato.

Sobre a modernização do sistema, a secretaria informou que a substituição dos atuais trens pelo VLT (Veículo Leve sobre Trilho) ainda está em processo inicial de licitação na Casa Civil. Em 30 de setembro de 2014, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (SEDUR) publicou no Dário Oficial do Estado, o edital de pré-qualificação para as empresas interessadas na execução do VLT do Subúrbio. Em dezembro saiu o resultado que identificou três consórcios interessados (Consórcio Ferreira Guedes–SETEPLA–T’TRANS, Consórcio VLT Salvador e Consórcio TBHF VLT Salvador).

ROTINA DE DEFEITOS
Para fazer o percurso de apenas 13,5 quilômetros, entre a Calçada e Paripe, os trens gastam em média 40 minutos, parando nas estações de Coutos, Periperi, Praia Grande, escada, Itacaranha, Plataforma e Santa Luzia. A velocidade média não chega a 40 quilômetros. Em trechos do trajeto, como nos bairros de Lobato, Escada e Santa Luzia, os trilhos passam próximos às casas, onde os riscos de acidentes são freqüentes e a velocidade se torna ainda mais reduzida.

Para quem costuma fazer o trajeto, como a vendedora Maria das Graças Lima e Silva, 42, há sempre a expectativa de interrupção do serviço, principalmente quando chove. “Não há conforto, segurança e muito menos a certeza de cumprimento dos horários”, diz, mostrando interior de um dos vagões, cujas portas estavam entreabertas. “Já deu. A máquina já não aguenta mais”, diz com bom humor outra passageira, Ana Maria Lima dos Santos, 39.

Os maquinistas, que pedem para terem o nome preservado, dizem que as locomotivas poderiam fazer até 60 quilômetros por hora, mas por causa da conservação dos trilhos, a velocidade é reduzida para mais da metade. Mesmo assim eles lembram que os trens têm um público fiel que usa o meio de transporte há mais de 50 anos. “São pessoas que foram criados e moram próximos à ferrovia e preferem os trens a usar os ônibus”, disseram.

UM SÉCULO E MEIO DE HISTÓRIA
No curto trajeto de 13,5 quilômetros, entre a Calçada e Paripe existem 155 anos de história do transporte de passageiros na Bahia. A atual via férrea foi inaugurada em 28 de junho de 1860 pela empresa inglesa Bahia and San Francisco Railway Company (Estrada de Ferro da Bahia ao São Francisco). Mais tarde passou a  se chamar Viação Férrea Federal Leste Brasileiro (VFFLB). 

Até 1972 o transporte de passageiros atendia a todo o estado, com trens indo em direção a Juazeiro, Propriá (Sergipe), e Monte Azul (Minas Gerais). Na década de 80 o sistema foi desativado e com a privatização, nos anos 90, a antiga Leste Brasileiro passou a ser chamada de Ferrovia Centro Atlântica e os trens de passageiros passaram para a administração da Companhia Brasileira de trens Urbanos, restringindo-se ao trajeto entre as estações da Calçada e de Paripe.

No bairro de Paripe, onde termina a ferrovia, um portão fecha o acesso à última estação de passageiros. A partir dali,e em direção ao interior do estado,os trechos acabam e o traçado da ferrovia é ocupado por casas e até mesmo cobertos por camadas de asfalto em ruas que foram abertas e pavimentadas onde antes só passavam os trilhos.

Pelo atual projeto do VLT, ainda em fase de licitação, o atual traçado será aumentado para 18 quilômetros, estendendo-se até a região do Comércio, interligando-se com o sistema de ônibus e do metrô. Não há qualquer referência a um projeto anterior, também do Governo do estado, de estender o transporte de passageiros, a partir de Paripe, até Simões Filho e Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. 

por Adilson Fonsêca
Informações: Tribuna da Bahia
 
 
 
 

quarta-feira, 13 de maio de 2015

NEWS ROOM: ESTAÇÃO DE METRÔ DE PIRAJÁ TEM MAIS DE 70% DE SUAS OBRAS CONCLUÍDAS






ESTAÇÃO DE METRÔ DE PIRAJÁ 
TEM MAIS DE 70% DE SUAS OBRAS CONCLUÍDAS

 


O local vai funcionar como o centro operacional das Linhas 1 e 2. Já na área do complexo de manutenção dos trens, o índice é de 58%.
“As obras nessa região tem uma complexidade muito grande, sobretudo nesse período de chuvas, mas estão andando num ritmo acelerado”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, nesta quarta-feira (6/5).
 
As intervenções na área serão concluídas em junho, com a inauguração da estação prevista para julho. 

Na região, que vai funcionar como ‘cérebro operacional’ do metrô, vão ficar instaladas a oficina para reparo nos trens e também uma área para realização de manutenções mais simples, como limpeza, além do Centro de Controle Operacional (CCO) e toda a parte administrativa do metrô.

A área total de intervenções em Pirajá é de mais de 150 mil metros quadrados.
Desde que o sistema metroviário de Salvador foi transferido para o Governo da Bahia, em abril de 2013, a obra do metrô ganhou um ritmo acelerado e, pouco mais de um ano depois, em junho de 2014, os trens começaram a rodar em operação assistida.

Desde o período até agora, o metrô já transportou cinco milhões de passageiros. O trecho em operação da Linha 1 compreende as estações Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Acesso Norte, Retiro e Bom Juá.

Com investimento de R$ 3,6 bilhões para a conclusão da Linha 1 e implantação da Linha 2, o metrô chegará ao Aeroporto Internacional de Salvador em 2017.

Está previsto ainda o investimento em um novo trecho de Pirajá à Águas Claras, com extensão de 5,5 quilômetros. Desta forma, em 2017, a linha completa do metrô terá 41 quilômetros.

Informações: Tribuna da Bahia
 
 
 
 

NEWS ROOM: EM SALVADOR METRÔ ATINGE A MARCA DE 5 MILHÕES DE PASSAGEIROS TRANSPORTADOS



EM SALVADOR METRÔ ATINGE A MARCA DE 
5 MILHÕES DE PASSAGEIROS TRANSPORTADOS


Desde o início da operação,  em junho de 2014, o metrô atingiu a marca de cinco milhões de passageiros transportados. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, cumprimenta o passageiro cinco milhões às 8h30 desta terça-feira (5/), na Estação Bom Juá.

Essa marca foi alcançada depois da entrega de mais uma estação da Linha 1, a do Bom Juá, inaugurada no dia 23 de abril pelo governador Rui Costa.

Com esta extensão, o metrô alcançou 9 km, operando nas estações Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Acesso Norte e Retiro. As próximas estações a serem entregues são Bonocô e Pirajá, que completa os 11 km de metrô previstos para a Linha 1.

Linha 2
As obras da Linhas 2 seguem em ritmo intenso, com diversas frentes de trabalho entre as regiões do Acesso Norte e Pernambués, passando pelo Iguatemi e Rodoviária. A linha, que seguirá pelo canteiro central da Avenida Paralela até o Aeroporto, terá 13 estações e 23 km de extensão.

Informações: Tribuna da Bahia
 
 
 

domingo, 10 de maio de 2015

FELIZ DIA DAS MÂES!

Mãe, amor sincero sem exagero.
Maior que o teu amor, só o amor de Deus...
És uma árvore fecunda, que germina um novo ser.
Teus filhos, mais que frutos, são parte de você...

És capaz de doar a própria vida para salva-los.
E muito não te valorizam...
Quando crescem, de te esquecem.
São poucos, os que reconhecem...

Mas, Deus nunca lhe esquecerá.
E abençoará tudo que fizerdes aos seus...
Peço ao Pai Criador que abençoe você.
Um filho precisa ver o risco que é ser mãe...
Tudo é cirurgia, mas ela aceita com alegria.
O filho que vai nascer...

Obrigado é muito pouco, presente não é tudo.
Mas, o reconhecimento, isso! Sim, é pra valer...
Meus sinceros agradecimentos por este momento.
Maio, mês referente às mães, embora é bom lembrar...
Dia das mães, que alegria é todo dia.

J.Bernardo



terça-feira, 5 de maio de 2015

VAI DE BUZU? SE LIGUE NA LINHA


Acesse o site e confira: integrasalvador.com.br

NEWS ROOM: TARIFA DO METRÔ DE SALVADOR COMEÇA A SER COBRADA A PARTIR DE JUNHO


TARIFA DO METRÔ DE SALVADOR COMEÇA A SER COBRADA A PARTIR DE JUNHO


O passageiro do Metrô de Salvador deverá pagar passagem a partir de junho. De acordo com a CCR Metrô Bahia, esse é o prazo para que seja finalizada a Linha 1, com a entrega da Estação Pirajá.

O governador Rui Costa afirmou que também em junho deve ser iniciada a integração com o sistema de ônibus da capital, começando pela estação Pirajá. A estimativa é que os usuários possam percorrer o trajeto entre a nova estação e a Lapa em aproximadamente 15 minutos.

Na semana passada foi inaugurado a estação Bom Juá, que deve beneficiar mais de 70 mil passageiros, vindos dos bairros da Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Calabetão, Mata Escura, Arraial do Retiro, Barreiras, São Gonçalo e Bom Juá.

A nova parada possui rampas, elevadores, escadas rolantes, piso-tátil e sinalização-tátil nos corrimãos das escadas, sanitários públicos e adaptados para pessoas com deficiência. Segundo o governo do Estado, o investimento total nas linhas 1 e 2 do metrô foi de R$ 3,6 bilhões.

Informações: Correios 24 Horas
 
 
 

NEWS ROOM BA: EM SALVADOR, PARALISAÇÃO DOS ÔNIBUS METROPOLITANO É SUSPENSA APÓS ACORDO



EM SALVADOR, PARALISAÇÃO DOS 
ÔNIBUS METROPOLITANO É SUSPENSA APÓS ACORDO




Rodoviários, empresários e representantes da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) entraram em acordo durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira (4), em Salvador. Com isso, a paralisação de 24 horas de motoristas e cobradores, prevista para esta terça-feira (5) em diversas cidades da Bahia, foi suspensa.

O encontro, que também contou com representantes da Associação das Empresas de Transportes Coletivos do Estado da Bahia (Abemtro), discutiu, entre outros pontos, a questão da licitação da integração com o metrô da capital e a segurança de motoristas e cobradores da capital e da região metropolitana.

O Sindicato dos Rodoviários da Bahia informou que a Agerba garantiu que, por enquanto, não haverá licitação no setor de transporte metropolitano e que, se houver, futuramente, nenhum trabalhador será desempregado.
"Fizemos acordo e a Agerba se comprometeu em nao fazer nenhuma licitação na área da RMS. Não havendo licitação, ficam garantidos os postos de trabalho e, sendo assim, a paralisação de amanhã [terça] foi suspensa", garantiu, em contato com o G1.

"Além disso, caso alguma empresa por acaso deixe de operar em alguma linha de ônibus, a empresa que assumir a linha vai absorver 100% dos trabalhadores para que eles nao fiquem sem trabalho. Definido isso, a gente agora vai tratar da nossa campanha salarial", informou. Conforme Hélio, a assembleia marcada para esta quinta-feira (7) está mantida.

Segundo o adimintrador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários da Região Metropolitana de Salvadir (Sindimetro), Mario Cléber Costa, também ficou acordado a intensificação de blitze para coibir os transportes clandestinos operados por cooperativas e associações sem concessões.

"Com relaçao à segurança, ficou definido que as blitze serão intensificadas em Lauro de Freitas e Simões Filho, e ampliadas para as cidades da Camaçari, Dias D'Ávila e Alagoinhas. Também será criado bilhete único com sistema de metrô e o Integra Salvador, para não haver corte de trabalhos. Além disso, a relocação de 100% de profissionais de empresas que desistam de fazer determinada linha deverá ser obrigatório em qualquer licitação" afirmou.

A assessoria de comunicação da Agerba foi procurada pelo G1 nesta segunda para falar sobre o resultado da reunião, mas informou que só poderia enviar informações sobre o encontro nesta terça-feira (4).

Informações: G1 BA